Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Lista de Contos de Fonjic
 Arquivo de contos de Fonjic
 Tripas
 Texto Livre
 Spectro Editora
 Bukowski
 John Fante
 Sig Schaitel - tradutor do Bukowski
 Ciberarte
 Atire no Dramaturgo
 Espelunca
 Casa dos espelhos
 Mais livros do Bukowski
 Vulva Museum
 Proselitismo Ateu


XML/RSS Feed

Histórico
 26/08/2012 a 01/09/2012
 28/02/2010 a 06/03/2010
 14/02/2010 a 20/02/2010
 07/02/2010 a 13/02/2010
 25/10/2009 a 31/10/2009
 27/09/2009 a 03/10/2009
 20/09/2009 a 26/09/2009
 13/09/2009 a 19/09/2009
 06/09/2009 a 12/09/2009
 30/08/2009 a 05/09/2009
 23/08/2009 a 29/08/2009
 16/08/2009 a 22/08/2009
 09/08/2009 a 15/08/2009
 02/08/2009 a 08/08/2009
 26/07/2009 a 01/08/2009
 19/07/2009 a 25/07/2009
 12/07/2009 a 18/07/2009
 05/07/2009 a 11/07/2009
 28/06/2009 a 04/07/2009
 21/06/2009 a 27/06/2009
 14/06/2009 a 20/06/2009
 07/06/2009 a 13/06/2009
 31/05/2009 a 06/06/2009
 24/05/2009 a 30/05/2009
 10/05/2009 a 16/05/2009
 07/12/2008 a 13/12/2008
 30/11/2008 a 06/12/2008
 16/11/2008 a 22/11/2008
 26/10/2008 a 01/11/2008
 31/08/2008 a 06/09/2008
 18/05/2008 a 24/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 25/11/2007 a 01/12/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 28/10/2007 a 03/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 16/09/2007 a 22/09/2007
 09/09/2007 a 15/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 12/11/2006 a 18/11/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 10/09/2006 a 16/09/2006
 03/09/2006 a 09/09/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 09/10/2005 a 15/10/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005
 21/11/2004 a 27/11/2004
 10/10/2004 a 16/10/2004
 05/09/2004 a 11/09/2004
 29/08/2004 a 04/09/2004
 22/08/2004 a 28/08/2004
 08/08/2004 a 14/08/2004
 01/08/2004 a 07/08/2004
 25/07/2004 a 31/07/2004
 18/07/2004 a 24/07/2004
 11/07/2004 a 17/07/2004
 04/07/2004 a 10/07/2004
 27/06/2004 a 03/07/2004
 20/06/2004 a 26/06/2004
 13/06/2004 a 19/06/2004
 06/06/2004 a 12/06/2004
 09/05/2004 a 15/05/2004
 25/04/2004 a 01/05/2004


 
Uretrite: contos de Fonjic
 

Água mata!


O mundo andava meio estranho ultimamente. Meu médico disse que era pressão alta. Outro disse que eu estava desidratado e que as alucinações eram causadas por isso.
No jornal deu que uma mulher havia morrido por beber onze litros de água em uma hora. Não era fato isolado, um maratonista no outro lado do mundo tinha morrido no mesmo dia por intoxicação aquosa.
O excesso de água no organismo causa uma baixa no sódio que leva a danos cerebrais, problemas circulatórios, enfarte, enfim, toda espécie de ação maligna pertinente as bebidas sem álcool.
Por isso eu só bebia cerveja há um mês, e mandei o médico a merda. Para reidratar eu bebia mais cerveja, que me fazia mijar e suar ainda mais. Mas eu precisava vencer a luta contra a água de alguma maneira.
Outro sujeito morrera também por excesso de água, que transbordou na membrana cerebral, causando dano fatal. Fora submetido a uma sessão de tortura de calistênicos e ingestão forçada de água por funil. Os calistênicos são aqueles exercícios como apoio, abdominal, polichinelo, que aqui erradamente chamamos de ginástica, quando na verdade ginástica denomina exercícios completamente diversos que são aquelas frescuras que vemos nas olimpíadas. Alguém assiste olimpíadas? Já a tortura com funil e ingestão forçada de água era muito comum na idade média e nas ditaduras latino-americanas. Como o sujeito morre sem nenhum hematoma e por desbalanceamento de sódio no organismo e enfarte decorrente, o óbito vai bonitinho como morte natural. Bem... suponho que aqueles jogados do avião em vôo sobre a amazônia também encontraram a natureza no final.
Na fila de espera do posto de saúde público tinha outro sujeito. Estranho também. Aposto que ele devia estar consumindo água demais. O olho esquerdo vazava pus como cachoeira. Coçava o cú sem parar também. Daí coçava o olho. Daí coçava o cú de novo.
--- É a água --- eu disse.
--- Ahn --- perguntou ele. Coçou o cú. Coçou o olho.
--- É água demais, esse treco mata!
--- Não sei não... --- coçou o cú, coçou o olho.
--- É sim, já é o terceiro médico que eu venho consultar e nenhum deles sabe o que eu tenho... envenenamento por água é terrível, difícil de detectar.
--- Pode ser... --- coçou o cú, coçou o olho. --- Já é o terceiro médico que eu venho.
--- É mesmo?
--- É.
Deu um sorriso amarelo. Suspirou resignado e triste. Coçou o cú e coçou o olho.
--- Sabe o que o último médico teve a cara de pau de dizer?
--- Não, o que?
--- Que esse meu hábito de coçar o cú era muito feio... --- coçou o cú longamente, coçou o olho --- que se eu parasse de coçar o cú meu olho sarava em seguida. Onde já se viu? Sujeito descarado, o que tem o cú a ver com meu olho? É a última vez que vou naquele oculista safado...--- coçou o cú e o olho.
--- É... experimenta parar com a água por um mês, talvez resolva o problema.
--- Vou tentar --- disse pensativo --- esses médicos não sabem de nada mesmo --- coçou o cú. Coçou o olho.
Desisti de esperar e fui pra casa novamente.O mundo estava cada vez mais estranho.


 Escrito por Fonjic às 04h43 [ ] [ envie esta mensagem ]